Instituto Brasileiro do Algodão

Sou de Algodão destaca elos de toda cadeia produtiva em seu novo manifesto

Movimento, cujo IBA é um dos financiadores, entra em uma nova fase e hoje é reconhecido por cultivar a moda responsável do Brasil

Fonte: IBA

“O que põe você em movimento?” Iniciando com esta pergunta, o 3º Manifesto do Movimento Sou de Algodão tem como base central a importância de estar em ação para as coisas acontecerem. E foi considerando esta ideia que a Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) e suas associadas decidiram manter a agenda de lançamentos desta nova fase, apesar da crise atual que estamos enfrentando por conta do coronavírus.

Sou de Algodão foi criado em 2016 pela Abrapa e associadas com o objetivo de destacar aos consumidores brasileiros as vantagens do algodão para o fortalecimento do mercado. Mas a iniciativa acabou indo além, pois conquistou muitos parceiros e se tornou uma causa. Hoje, é reconhecido como o movimento que cultiva a moda responsável no Brasil.

O manifesto, lançado na última sexta-feira (20) em canais digitais, mostra a importância da ação de todas as pessoas que compõem a cadeia produtiva do algodão, desde quem planta, passando pelas que transformam o algodão em tecido e que fazem do tecido uma peça de vestuário, quem desfila com as roupas, estudantes de moda, entre outros envolvidos nesse ciclo, afinal, é um movimento feito de gente. Nos próximos meses, serão divulgadas 20 entrevistas com pessoas que são elos da cadeia produtiva do algodão.

O presidente da Abrapa, Milton Garbugio, conta que literalmente “veste a camisa” do movimento, já que antes de trabalhar com isso, sempre preferiu vestir os filhos com algodão, e hoje eles fazem o mesmo com os netos. “Cada roupa feita com algodão conta uma história. Mas essa matéria-prima também faz parte da história das pessoas que trabalham com ela, como a minha família, que dedica a maior parte do tempo ao seu cultivo, na região centro-oeste do Brasil”, conta Milton.

O compromisso do Sou de Algodão é nunca deixar de fazer o bem ao meio ambiente, honrando o fato de que Brasil se destaca no mundo pela produção de algodão sustentável, com certificação do programa Algodão Brasileiro Responsável (ABR), junto com a Better Cotton Initiative (BCI), com foco em sustentabilidade ambiental, social e econômica. E para concluir o manifesto, um reforço para a moda sustentável: “...quanto mais você se movimenta, mais o nosso movimento cresce e floresce, sem jamais deixar de fazer o bem.”

 

Confira o Manifesto:

 

O que põe você em movimento?

É plantar o que vem da terra? Ou é saber que grandes mudanças só são

possíveis quando cultiva a sua origem?

É transformar uma matéria-prima em produto? Ou é acreditar que mãos,

mentes e máquinas, juntas, são o motor de novos e bons negócios?

É medir, moldar, cortar, desfilar, escrever e fotografar? Ou é lutar por parcerias

e encontros que mostram que moda não é só roupa, é cultura?

É desfilar looks com elegância e sofisticação? Ou é vestir jeans, alfaiataria,

vestido de gala e até pijama e sentir-se confortável na sua própria pele?

É experimentar a brisa do amanhecer, testemunhar a tecnologia acontecer

numa linha de produção, ouvir o toque de um salto na passarela, ou

sentir a maciez do cobertor que cobre seus filhos?

A gente ainda não sabe o que te move, nem quer que você escolha apenas

uma opção. Mas queremos muito que você siga em ação, afinal, quanto mais

você se movimenta, mais o nosso movimento cresce e floresce, sem jamais

deixar de fazer o bem.

 

Sou de Algodão

O movimento que cultiva a moda responsável do Brasil

 

Créditos da produção do manifesto:

Direção Criativa e produção executiva: ÀMdC Agência

Fotógrafo: Thiago Bruno

Vídeo: Samuel Alexandre

Beleza: Helder Rodrigues

associadas mais